A Palavra do Presidente


Início
Construção de São Paulo: reajuste de 8,51% PDF Imprimir E-mail
29-Abr-2008

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP) fechou acordo com o sindicato patronal garantindo reajuste salarial de 8,51% a partir de 1 de maio para os cerca de 250 mil profissionais sob a influência da entidade.

 

 

"Nós conseguimos ainda manter o piso da categoria bem superior ao do salário mínimo proposto pelo Governo do Estado de São Paulo (R$ 450,00). O servente, na tabela de pagamentos do setor em São Paulo é de R$ 712,80 mensais, ou seja, R$ 3,24 por hora", afirma Antonio de Sousa Ramalho, presidente do sindicato. Ramalho ressalta que para trabalhadores qualificados (pedreiros, armadores, carpinteiros, pintores, gesseiros e demais profissões), o piso é maior: R$ 851,40 mensais, ou seja, R$ 3,87 por hora. "Nós sabemos que muitas empresas pagam salário mínimo de R$ 415,00. Pois, a partir desse acordo, ninguém pode receber menos de R$ 712,80", explica. Além da questão financeira, o Sindicato dos trabalhadores conseguiu cesta-básica de 30 quilos (aumento de valor de 24,5%) e aumento no valor do Vale-Refeição, que passou a valer R$ 10,50. "Conseguimos fazer com que os trabalhadores das Contratadas tenham também direito ao Seconci - Serviço Social da Indústria da Construção e do Mobiliário", finaliza Ramalho.

 

 
< Anterior   Seguinte >

Opinião/Artigos


 

 TRABALHO DECENTE
É CIDADANIA


Miguel Torres
Confira o artigo

 TRABALHO DECENTE,
TERCERIZAÇÃO E
PRECARIZAÇÃO



Sergio L. Leite
Confira o artigo


 

Links de interesse

Usuários On-line

© 2014 ::Força Sindical São Paulo::